A Tecmóbili usa cookies para melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar
em "ok, prosseguir" você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Detalhes

whatsapp tecmobili
Home / Blog

Condomínios, atenção redobrada para possíveis golpes!

VOLTAR PARA TODOS OS POSTS Escrito por:

Data: 26/08/2020

Uma das grandes vantagens e diferenciais de quem mora em condomínio, com certeza, é a segurança. Ter a ciência de que existem procedimentos que garantem a sensação de segurança melhora a condição de vida do condômino e afasta do condomínio os mal intencionados. Mas, condomínios, atenção para os golpes!

Em um momento onde novas medidas estão sendo propostas pelo governo diante da crise do coronavírus, assaltantes têm tentado se aproveitar de pequenas oportunidades para fazer um estrago cirúrgico ou, então, grandes barulhos. Saiba, neste artigo, quais são essas situações e como evitá-las.

Novos golpes, novos cuidados!

Recentemente, o cenário mudou. Com a crise do coronavírus, novas medidas foram implementadas pelo governo para que a situação pudesse ser controlada. Algumas dessas medidas partiram da área da saúde, onde empresas deslocavam agentes em direção às casas de uma determinada região para realizar testes rápidos do coronavírus.

A criatividade dos assaltantes é algo que não se mede. Recentemente, uma nova maneira de realizar assaltos surgiu e foi exibida pelo Portal G1. Na região de Alphaville, na grande São Paulo, dois casos foram registrados por uma administradora onde o relato era claro: “Os golpistas que tentaram entrar no condomínio se passavam por agentes de hospitais e queriam fazer o teste no Covid na esposa do morador. O morador estranhou, não permitiu a entrada. A portaria, muito assertivamente, foi fazendo perguntas sem permitir a entrada. Os golpistas, percebendo a dificuldade, foram embora”.

Condomínios, atenção para os golpes! Novos golpes exigem novos cuidados. Atenção redobrada para a maneira como os condôminos têm e propõe soluções administrativas. Mais que nunca, ter uma equipe informada, engajada e que trabalha junto pode influenciar muito na maneira como prever situações de risco.

Situações padrões

A variedade de situações e atividades que executamos ao decorrer do dia, na maioria das vezes, mascara a quantidade de situações em que somos expostos sem percebermos. Como os seres humanos que somos, alguns hábitos passam despercebidos para nós, mas para assaltantes, o cenário é outro. 

Algumas oportunidades são identificadas por assaltantes em questões simples do nosso dia-a-dia, como por exemplo, através de um entregador de um delivery ou disfarçados de funcionários de companhias como correio ou telefonia. Em situações mais atípicas, existe a falsa grávida, o “moço bem arrumado” e até mesmo o carro clonado. Condomínios, atenção para os golpes! Entenda como reforçar a atenção e driblar essas situações.

Entregador: comida, cestas de café da manhã, remédios e outros

Duas situações existem aqui, na primeira, o entregador diz que vai subir em determinada unidade para realizar a entrega. É onde ele aborda o condômino para fazer o assalto; Na segunda, ele chama o condômino para receber na portaria, ou então, algum empregado. Assim que a porta é aberta, ele rende a pessoa. 

Não é permitido liberar a entrada de entregadores à unidade! Antes de abrir o portão e receber a encomenda, é responsabilidade do porteiro confirmar com o condômino se ele aguarda alguma entrega. No caso de presentes surpresa, o ideal é que o porteiro receba. Para driblar situações onde é preciso abrir o portão, um “passador” de encomendas pode ser utilizado. 

Funcionários dos correios ou alguma prestadora de serviços

Contato com a empresa e contato com o morador, essas ações certamente seriam atitudes plausíveis para lidar com esse tipo de situação. Caso alguém apareça para fazer verificações, instalações ou entregas em mãos (no caso dos correios), o ideal é pedir algumas informações, como por exemplo, crachá com foto, identificação da empresa ou telefone. Além disso, caso o morador não esteja para receber uma encomenda em mãos, o porteiro pode e deve ligar na empresa para conferir se aquela pessoa realmente está fazendo uma determinada entrega. 

A falsa grávida

Sim, parece brincadeira. Sim, parece loucura. Quando falamos, no início deste texto, que assaltantes não medem a criatividade para realizar abordagens, a questão da falsa grávida se ressalta. A cena é a seguinte: Uma mulher se passando por grávida, finge estar passando mal perto do condomínio. O companheiro da mulher se dirige a portaria e pede para usar o telefone e ligar para uma ambulância ou médico. Uma atitude, certamente, pode ajudar o porteiro a driblar uma possível abordagem nessa situação: ele mesmo pode ligar para a ambulância caso entenda a gravidade do caso. O recomendado é não sair da portaria e não deixar ninguém entrar no condomínio.

O carro clonado

Quando se trata de carros, algumas situações podem acontecer. Existem os ousados, que colocam o carro na garagem e ficam buzinando como se fossem “veículos de entrega” e esperam a liberação do porteiro. A identificação do carro e do motorista é uma inspeção básica e deve seguir critérios rígidos. Caso o veículo não seja identificado, a entrada no condomínio não é permitida. 

Carros clonados: até parece filme, né? Mas, infelizmente, acontece! A cena é a seguinte: assaltantes usam um veículo com as mesmas características do carro de um morador. Se identificam na portaria e passam despercebidos pela checagem do porteiro, que reconhece o veículo. Ao entrarem na garagem, anunciam o assalto. Neste cenário, algumas ferramentas podem ajudar: câmeras que foquem no rosto do motorista. Essa alternativa, com certeza, garante que o condômino seja ele mesmo e evita situações de risco.

Dicas de ouro!

Condomínios, atenção para os golpes! E você, condômino, agora que você já conhece algumas situações, é importante escolher uma administradora adequada para exercer essas funções sem comprometimentos negativos. Existem algumas características da administradora que devem estar no seu radar para que a atenção para os golpes seja redobrada, quase que de maneira automática.

Seu time deve estar bem treinado

Como funciona o time da portaria e controle de acesso? Mais que nunca, o time precisa estar integrado e essa seleção deve ser feita com muita responsabilidade, afinal, não é qualquer pessoa que pode trabalhar nesta posição. Além disso, é importante que os funcionários da portaria conheçam os moradores e seus hábitos. 

Para procedimentos: regras são regras

Sem exceções! Quando se quebra uma regra, a vulnerabilidade se expõe. Por mais que “seja só uma comidinha” ou “é uma entrega rápida”, se algo neste meio tempo der errado, uma certeza é clara: o mesmo morador que “liberou” a entrada é o primeiro que vai reclamar sobre a segurança do condomínio. Portanto, não é algo bobo! Regras são regras e não se deve permitir abrir precedentes. 

Compromisso e responsabilidade com você

Novos tempos, novos golpes, novas maneiras de se lidar. As situações são adversas e os desafios são extensos em um mundo onde mudanças acontecem a cada segundo. A responsabilidade de segurança, qualidade e conforto aumenta a cada dia e essa é a responsabilidade básica para qualquer prestador de serviços. Você já conhece os diferenciais da Tecmóbili e quais soluções podem ajudar você e o seu condomínio? 

Compartilhe:

linkedin tecmobili facebook tecmobili

Posts relacionados

Criado e Desenvolvido por: Agência Zíriga