A Tecmóbili usa cookies para melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar
em "ok, prosseguir" você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Detalhes

whatsapp tecmobili
Home / Blog

A maneira de “morar” mudou nos condomínios?

VOLTAR PARA TODOS OS POSTS Escrito por:

Data: 19/08/2020

Além de todas as mudanças ocasionadas em relação ao Covid-19 em questões de saúde física e mental, existem outros temas relacionados a maneira como, automaticamente, vivemos a vida. Será que, diante de um cenário de crise, a maneira de morar mudou nos condomínios? É sensato dizer que, não só nos condomínios, mas em qualquer outra habitação que exista olhando para as consequências da crise. 

Neste post, falamos sobre dicas que podem ajudar a sua adaptação em casa. Mesmo que exista a flexibilização da quarentena, ela ainda existe e o estado permanece com algumas condições básicas, é o caso das aulas à distância e o home office para algumas empresas. Entenda como melhorar este cenário!

As mudanças

Rotina, hábitos, costumes… Tudo mudou. Em decorrência dessas mudanças em relação a crise do coronavírus, as famílias estão se adaptando cada vez mais a sua maneira de morar. Antes, os lares eram considerados para momentos em família, descanso ou reuniões com amigos. Hoje, o lar também é considerado a escola das crianças para quem tem filhos ou crianças em casa e é local de trabalho para aquele que tem condições em fazer o home office proposto por várias empresas. Resumidamente, o lar é tudo

Quando o lar é o centro de tudo, automaticamente ele precisa se adaptar. Para que as novas condições impostas, quase que obrigatoriamente, possam existir, a maneira de morar mudou nos condomínios, seja ele um apartamento ou casa. Hoje, é preciso adaptar algum cômodo ou horário para a nova demanda com os filhos ou o trabalho. 

Crianças por perto e um novo desafio: aulas à distância

O Ministério da Educação (MEC) autorizou, desde março deste ano, que as aulas fossem feitas em ambientes virtuais para universidades ou escolas infantis enquanto durar a pandemia. Em ambos os cenários, foi preciso uma adaptação. Escolas infantis enviam atividades por whatsapp ou através de alguma plataforma enquanto as universidades passam a dar aulas no zoom e utilizar outros portais. Mas, e em casa? Com filhos passando mais tempo em casa, é preciso delimitar momentos, horários e conciliar divertimento e aprendizado. 

Ter um espaço para que seu filho ou filha possa estudar facilita o entendimento que o momento de estudo exige. Assim como é o caso dos profissionais que precisam de um ambiente no home office, ter a mesma exclusividade para a criança pode proporcionar momentos de mais foco e aprendizado, além de trabalhar questões relacionadas a saúde, como por exemplo, cadeiras adequadas para melhorar a postura além de uma mesa como suporte para evitar outros desgastes. Se você é universitário, determinar horários de estudo ao lado de planners e calendários para organização pode ser uma mão na roda para facilitar provas e trabalhos.

Uma nova condição: home office

Seis em dez (59,9%) de brasileiros trabalham de home office por conta do coronavírus, segundo um levantamento feito pelo Hibou – empresa de monitoramento de mercado – com a plataforma de dados Indico. Além disso, a mesma pesquisa revela que muitas dessas pessoas nunca trabalharam de home office, o que exige um nível de adaptação ainda maior por parte delas.

Ou seja: maneira de morar mudou nos condomínios mudou. Com uma variável maior de distrações, a facilidade de dispersão aumenta e nosso tempo acaba sendo preenchido, na maioria das vezes, com coisas de casa ao invés do trabalho. Deste modo, a necessidade de um espaço adequado para o home office é essencial e se torna peça chave para exercer o trabalho em casa, facilitando principalmente questões de foco e produtividade. Um cômodo claro e silencioso é um bom investimento, facilita a organização além de centralizar ali o que faz sentido para a sua produtividade.

Dicas importantes!

Caso não seja possível investir em objetos novos, no caso de cadeiras ou mesas para compor o seu ambiente de trabalho, leve em consideração as dicas de ambiente para que sua escolha seja mais assertiva. Caso o seu quarto seja um local calmo e bem iluminado, tente pôr uma escrivaninha para começar, aos poucos, utilizar o ambiente e criar o hábito de enxergá-lo para esta finalidade. Algumas arrumações no ambiente são bem-vindas para estimular o sentimento de felicidade no local e facilitar a adaptação. Confira outras dicas que podem te ajudar neste processo de adaptação:

  • Um ambiente calmo e tranquilo favorece o foco e aprendizado;
  • A escolha de uma mesa e cadeira confortável conta muito para a sua saúde física;
  • Você sabia que a luz pode influenciar na produtividade? Quanto mais natural, melhor! Caso o cômodo seja escuro, opte por lâmpadas led brancas;
  • Evite qualquer objeto que possa ser sinônimo de distração;
  • Caderno, papéis, canetas e outros materiais facilitam se estiverem próximos;
  • Determine uma rotina e horários para que o formato de trabalho ou estudo se torne um hábito;
  • Papais, mamães e universitários: na hora do estudo ou organização de tarefas para a rotina, planners e calendários serão os melhores amigos de vocês;
  • Atente-se aos horários da criança para evitar conflitos! Pode ser que o melhor horário de estudo seja após o horário do desenho, já avaliou isso?

Sim, são muitas mudanças!

A maneira de morar mudou nos condomínios, mas o que não mudou é a responsabilidade que as administradoras de condomínio precisam ter para criar opções viáveis para os seus condôminos encontrarem soluções favoráveis a se adaptar à nova rotina no condomínio. Você já conhece os diferenciais da Tecmóbili e quais soluções podem ajudar você e o seu condomínio?

Compartilhe:

linkedin tecmobili facebook tecmobili

Posts relacionados

Criado e Desenvolvido por: Agência Zíriga